EdiÁão Atual - Home
  

É um dos valores mais esquecidos. Seria impossível ter um momento de infelicidade se imediatamente lembrássemos do quanto temos para agradecer. As dádivas naturais são as menos consideradas. A beleza do amanhecer e do anoitecer, o céu, as estrelas, o sol, a lua, a água, as árvores, as frutas, as montanhas, os rios, os mares, os animais, nossos companheiros humanos enfim são tantas...Você deve estar achando estranho eu mencionar animais e humanos entre as dádivas naturais, mas o fato é que a maioria de nós está tão afastado da natureza que fica difícil incluir-se como parte dela. Devemos ser gratos a cada instante, pois todos os eventos que nos acontecem são milimetricamente orquestrados e sincronizados para que possamos extrair o maior aprendizado de cada um deles.


Além disso, quando nos colocamos em um estado de gratidão é como se todo nosso ser soubesse que tudo que precisamos que nos seja concedido já está a nossa disposição. Essa certeza expressa em gratidão, faz com que o universo organize-se para manifestar o que necessitamos. A gratidão é um estado de ser e, portanto, é instantâneo, independe do tempo. Já os pedidos demoram mais para serem materializados, pois dependem do tempo para que se concretizem. É por esse motivo que não devemos pedir e sim agradecer como se já tivéssemos recebido.
A gratidão obedece a Lei Universal que concorda com a Lei da Ressonância. Quanto mais nos sentimos gratos, mais atraímos circunstâncias, pessoas e coisas que nos fazem bem. E mais temos pelo que nos sentir gratos num crescendo infinito.

Claudia Boacnin