EdiÁão Atual - Home
  

É lugar comum dizer que seu corpo é seu templo. Mas ele é. Seu corpo abriga sua consciência, suas emoções, suas vontades, sua alma, é ele que te leva e te traz, que sinaliza que algo não vai bem através de desconforto, que espirra quando você se resfria, que ronca quando você dorme, que solta gases quando você está indisposto. Que adoece quando suas emoções negativas se repetem por anos.

A sociedade tem vergonha do corpo. Seus ruídos, fluidos e rejeitos são escondidos como pecados. Não existem pecados. Pecado é qualquer coisa que façamos que vai contra nós mesmos ou aquilo que acreditamos. Seu corpo é seu prazer, sem ele você não sentiria a doçura de um beijo e o êxtase de um orgasmo, nem a suavidade de mãos dadas e o calor de corpos se tocando. Nossos sentidos são nossa ponte para a realidade. A realidade que percebemos são nossos sentidos. Se pudéssemos enxergar a luz ultravioleta ou ouvir outras freqüências sonoras, perceberíamos o mundo de forma diferente.